Com GP do Azerbaijão de F1, turismo cresce em Baku

Desde 2016, quando a prova foi disputada pela primeira vez, ainda com o nome de GP da Europa, o turismo vem crescendo na capital

junho 10, 2022

Os promotores do GP do Azerbaijão sabiam o que estavam fazendo quando assinaram o contrato para a realização de uma corrida de F1 nas ruas de Baku, a capital do país.

Desde 2016, quando a prova foi disputada pela primeira vez, ainda com o nome de GP da Europa, o turismo vem crescendo. Em 2018, o fluxo de turistas aumentou em quase 50% em relação a 2016. E o número de leitos disponíveis passou de 0,8 milhão para 3,8 milhões a partir de 2021. A sexta edição do GP do Azerbaijão será disputada no próximo domingo, às 8h (de Brasília), com transmissão ao vivo pela BandTV. No sábado, o treino de classificação começa às 11h.

O governo do Azerbaijão, após a corrida de 2019, destacou que a entrada de turistas no país teve como base, além da própria realização da corrida, a difusão de imagens da cidade, durante a transmissão da corrida para todo o mundo. Baku passou a ser conhecida em todo o planeta e o país, hoje, recebe turistas principalmente dos países europeus, mas também de outros continentes. Hoje em dia, o turismo passou a ser uma das fontes de renda do Azerbaijão ao lado da produção de petróleo.

Por isso, o próximo passo de Arif Rahimov, promotor da corrida, é receber a Sprint, a partir do ano que vem. Arif defende que a corrida curta de sábado dará ainda mais promoção e visibilidade ao GP. O dirigente joga com a possibilidade de que, a partir de 2023, o Mundial de F1 passe a realizar seis provas Sprint.

Para a corrida de domingo, o circuito recebeu algumas mudanças, principalmente na entrada do pit lane. O objetivo é melhorar as condições de segurança.